Terçol é mais comum em adolescentes e jovens; saiba como evitar

Terçol é mais comum em adolescentes e jovens; saiba como evitar

O terçol está relacionado à oleosidade Foto: Reprodução da internet
Camilla Muniz Tamanho do textoA A A
Na cultura popular, ele é visto como uma espécie de castigo para quem nega um desejo a uma grávida. Mais comum entre adolescentes e adultos jovens, o terçol, na verdade, é um processo inflamatório relacionado à oleosidade. Embora incômodo, ele não prejudica a visão e pode ser evitado com cuidados simples.

Pessoas que sofrem de blefarite (uma inflamação crônica das bordas das pálpebras) e acne são mais propensas a desenvolver terçol.

— Em mulheres, o uso de maquiagem de baixa qualidade ou de maneira incorreta também é fator de risco para o problema — explica o oftalmologista Alexandre Misawa, do Hospital San Paolo e do Hospital Sírio-Libanês.

De acordo com o médico, um dos maiores erros cometidos quando um terçol aparece é furar a lesão para saída do pus. A punção é necessária em casos que a inflamação causa muita dor, mas o procedimento só pode ser realizado pelo oftalmologista.

Leia também: Terçol

— Manipular uma agulha na região dos olhos é perigoso pelo risco de perfuração. Além disso, se a pessoa não tiver técnicas cirúrgicas adequadas, ela pode levar mais contaminação ao local e provocar uma infecção mais generalizada — alerta Misawa.

Segundo o oftalmologista Leôncio Queiroz Neto, do Instituto Penido Burnier, não se deve usar substâncias como água de rosas e óleo de orégano no tratamento do terçol:

— O chá preto, também bastante utilizado, pode levar a uma conjuntivite tóxica causada pelo ácido tânico.

Dicas importantes

Para evitar o terçol, lave os cílios com xampu de bebê (neutro, de preferência) ou com produtos próprios para a região três vezes por semana. Para as mulheres, é essencial retirar bem a maquiagem e não usar lápis na linha d’água.

Em pessoas acima dos 50 anos, é preciso fazer o diagnóstico diferencial entre terçol e câncer de pele.

Quando o terçol é muito grande ou não é tratado adequadamente, pode haver a formação de um calázio. Trata-se de um nódulo dentro da pálpebra que, embora não atrapalhe a visão, traz prejuízos estéticos. O calázio pode ser retirado com cirurgia.

O terçol causa dor e vermelhidão nas pálpebras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *