ANÁLISE DA BIOTINA EM AMOSTRAS DE VITAMINAS COMERCIAIS

ANÁLISE DA BIOTINA EM AMOSTRAS DE VITAMINAS COMERCIAIS

A biotina, também conhecida como vitamina H, é uma vitamina importante aos organismos vivos, necessária no metabolismo das proteínas e dos carboidratos, ela age diretamente na formação da pele. É uma vitamina hidrossolúvel. As principais fontes alimentares de biotina são frutas, nozes, ovos, carnes, leite e levedura. A carência de biotina no homem apesar de rara pode causar dermatite esfoliativa, conjuntivite, descoloração da pele e mucosas, furunculose, seborreia do couro cabeludo e dores musculares. O presente trabalho se propõe a analisar qualitativamente, por espectroscopia no infravermelho, amostras de vitaminas comerciais e manipulada que contenham a biotina. Nas amostras avaliadas foram verificadas que a espectroscopia no infravermelho é viável mesmo para amostras com uma concentração pequena de biotina.

Leia também: Biotina funciona

A Revista UniVap é uma publicação eletrônica (a partir da edição nº 29 passa a ser on-line) editada pela Universidade do Vale do Paraíba (UNIVAP), que tem o intuito de promover a divulgação de pesquisas e estudos, cumprindo a tríplice missão da universidade, de proporcionar ensino, pesquisa e extensão de modo indissociável. Esta publicação incentiva as pesquisas e procura o envolvimento de seus professores e alunos em pesquisas e cogitações de interesse social, educacional, científico ou tecnológico. Aceita artigos originais, não publicados anteriormente, de seus docentes, discentes, bem como de autores da comunidade científica nacional e internacional. Publica artigos, notas científicas, relatos de pesquisa, estudos teóricos, relatos de experiência profissional, resenhas e revisão de literatura nas diversas áreas do conhecimento científico, sempre a critério de sua Comissão Editorial e de acordo com o formato dos artigos publicados.

Recomenda-se que atendam aos requisitos:

– domínio sobre o tema abordado; base para o avanço do conhecimento na área de foco; finalidade de explicar com clareza o tema; respeitar aspectos básicos de construção: relevância e interesse; servir de base para descobrir lacunas e resolvê-las em modelo conceitual propondo encaminhamento de hipóteses ou proposições; focar na teoria e não somente em resultados; incluir nova pesquisa de referências mais recentes; não citar somente o que outros trabalhos fizeram anteriormente.

Itens dessa sessão não receberão DOI e não serão incluídos para indexação da revista.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *